Maio em Gerúndio

Jááááááá? Eita nóis, Junho chegou!

Assistindo

Chef’s Table – todo mundo tá falando sobre essa série-documentário do Netflix e tem um por quê. São capítulos que contam a história de vida de alguns dos Chefs mais bem sucedidos do mundo. Independente de gostar ou não de cozinhar, vale muito a pena observar o processo de crescimento de cada um deles e as dificuldades que tiveram que superar. Além disso o visual da série é maravilhoso, com fotografia impecável.

Going Clear – amiga Maya me indicou esse documentário muito louco sobre a Cientologia, a ‘religião do Tom Cruise’ que era só o que eu sabia até então ahueha. Não tinha nem noção do quanto essa prática é bizarra e o que os caras fazem com as pessoas. Esta sim é a legítima lavagem cerebral. Tem um visual bem interessante também (só assim pra eu assistir documentário minha gente).

Grance and Frankie – comecei no domingo esse seriado novo do Netflix (ontem foi O dia). É divertido mas ainda estou no 5º capítulo. Veremos.

 

Lendo

Só um monte de revista no iPad. Preciso voltar a ler livrosssss 🙁 Fiquei com vontade de ler A Redoma de Vidro da Silvia Plath depois de ver uma resenha num blog que esqueci o nome.

Feeds – eu nunca dou conta.

 

Comendo

Croissant de morango e chocolate do Croassonho – quando você dá sorte com as lojas da franquia, esse croissant é uma delícia! Fui pra Caxias do Sul acompanhar o marido numa reunião e almocei no Croassonho do shopping Iguatemi de lá. Dei sorte: pão novinho e quentinho e muuuito recheado. Tô ainda sonhando com esse doce. Porém outro dia fui comer um na franquia aqui de Chapecó e foi horrível 🙁

Vinho – não é de comer mas faz parte. Tô numas de vinho agora. Vinho branco puro e capirinha de vinho com morango hauehaueha. So many pros /snoopdogg.

Mamão papaya com calda de agave e quinoa em flocos em cima – sei lá, me sinto apenas muito saudável comendo isso. Essa calda de agave é muito boa! Obrigada Manu.

Tô enjoada de todas as coisas que eu cozinho.

 

Ouvindo

Snoop Dogg – Bush –  Mar tá muito bom esse disco minha gente! Produzido pelo Pharell (é óbvio, é óbvio!!!), o som é super cool e chillaxing. Delicinha.

Katy B – Little Red – melhor disco pra correr da vida. Suprassumo do pop com Eurovision feelings, o extended mix então é perfeito.

Top 100 Spotify – Tem dias que só quero ouvir uma música pop manjada que toca na rádio e é aí que sintonizo essa lista do Spotify. Certeza que vou ficar por dentro das ~paradas.

Ainda tô ouvindo o Legend do Drake pois ainda não enjoei ou decorei as músicas haueha.

 

Desejando

Esse cabelo maravilhoso da Olivia Palermo que provavelmente pode ser adquirido ao usar este produto (obrigada, Ana).

Uma camisa de flanela xadrez na estampa clássica preta e vermelha do Alexander McQueen. Se arrependimento matasse… vi uma na Renner e não comprei, nunca mais achei.

O livro It da Alexa Chung e o Selfish da Kim Kardashian.

Esse sutiã que está esgotado 🙁

 

 

 

 

7 Comments
  • Manu
    June 2, 2015

    hahahaha!!!
    aaahhhh caldinha de agave! <3
    meus cinco minutos:
    – Chef's Table é VIDA, vou fazer uma resenha sobre um dos episódios pra faculdade. lindo, lindo.
    – faz minhas trufinhas de tâmara, o post vai entrar amanhã. são boas POR DEMAIS. eu amo com um cafezinho hehehe
    – eu queria SER a olivia palermo naquela foto, que cabelo maravilhoso, que blusa maravilhosa
    =D =D =D

    • Naiara
      June 5, 2015

      Vou fazer essas trufas!!!
      vou tentar fazer hoje… será que dá pra usar chocolate em pó mesmo? não tenho o legítimo cacau huahuahu

      • Manu
        June 6, 2015

        DÁ.
        Mas tu vai viciar, o gosto com chocolate fica deliciosamente trash, sendo saudável hehehehe

  • BA MORETTI
    June 2, 2015

    ~feeds eu nunca dou conta~ minha vida

    • Naiara
      June 5, 2015

      pior que quanto mais tempo passa pior é pra se atualizar, aquele número de itens nao lidos me deixa louca!!! ahuhuaa

  • Maya
    June 7, 2015

    Vou ver o Chef’s Table e o Grace & Frankie ainda esse ano (hah) mas agora pára tudo porque Hannibal voltou!

    O primeiro episódio foi sem pé nem cabeça e só contou com dois personagens mas não me importei porque foi um verdadeiro show de ostentação da cinematografia mais bonita da TV americana.

    Não tem pra ninguém — ok, True Detective tá ali encostadinho. 

    • Naiara
      June 8, 2015

      af vc falando desse jeito vou até considerar voltar a ver

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *